Custos industriais crescem 0,8% no segundo trimestre

05/10/17

O Indicador de Custos Industriais apresentou crescimento de 0,8% no segundo trimestre em comparação ao primeiro trimestre deste ano, informa estudo divulgado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nesta quarta-feira (4). O indicador de custos industriais é formado por custos tributários, com capital de giro e com a produção. De abril a junho, o índice de custo tributário subiu 3,5% na comparação com o primeiro trimestre de 2017. No mesmo período, o custo do capital de giro caiu 7,5%.

O acompanhamento do indicador de custos industriais permite que as empresas comparem seus custos com a média nacional e façam ajustes nas contas, seja por meio do controle de despesas ou pela negociação com os fornecedores. O indicador antecipa também variações nos preços dos produtos industrializados. Aumentos ou quedas bruscas nos custos podem indicar a alta ou a redução dos preços para o consumidor no curto prazo.

No cenário do segundo trimestre foram identificados dois fatores importantes. Associada à alta nos custos industriais, a indústria brasileira registrou retração de 0,8% nos preços dos seus produtos, o que indica uma redução na margem de lucro pelas empresas industriais no trimestre.

Apesar disso, o preço dos bens manufaturados importados, em reais, subiu 4,4% e, com isso, os produtos brasileiros ganharam competitividade no mercado doméstico. No mercado externo, o aumento de 0,8% dos custos industriais brasileiro ficou abaixo do aumento de 3,0% dos preços dos produtos manufaturados nos Estados Unidos, em reais, indicando ganho de competitividade dos produtos industriais brasileiros também no mercado externo.

Fonte: CNI